Egito Antigo

Mistérios Antigos

Os antigos habitantes da Terra

Voltar
aos Apócrifos

A Biblioteca de Nag Hammadi

Apocalipse de Paulo


Tradução por: http://misteriosantigos.50webs.com

[...] a estrada. E ele falou para ele, dizendo, "Por qual estrada eu devo subir para Jerusalém?" A criança pequena respondeu, dizendo, "Diga seu nome, para que eu possa te mostrar a estrada". A criança pequena sabia quem Paulo era. Ele desejava conversar com ele através das palavras dele, para que ele pudesse encontrar um pretexto para falar com ele.

A criança pequena falou, dizendo "Eu sei quem você é, Paulo. Você é aquele que foi abençoado do útero de sua mãe. Pois eu vim até você para que você possa subir para Jerusalém, para os seus companheiros apóstolos. E por esta razão você foi chamado. E eu sou o Espírito que te acompanha. Deixe a sua mente acordar, Paulo, com [...]. Pois [...] inteiro que [...] entre todos os poderes supremos e estas autoridades e arcanjos e poderes e a raça inteira de demônios, [...] aquela que revela corpos para uma alma-semente."

E após ele ter concluído esse discurso, ele falou, dizendo para mim, "Deixe a sua mente acordar, Paulo, e veja que esta montanha sobre a qual você está parado é a montanha de Jericó, para que você possa conhecer as coisas escondidas naquelas que são visíveis. Agora você irá para os doze apóstolos, pois eles são espíritos eleitos, e eles te saudarão." Ele elevou seus olhos e viu eles o saudando.

Então o Espírito Sagrado que estava falando com ele o alçou alto para o terceiro céu, e ele passou além para o quarto céu. O Espírito Sagrado falou para ele, dizendo, "Olhe e veja sua semelhança sobre a terra." E ele olhou para baixo e viu aqueles que estavam sobre a terra. Ele observou e viu aqueles que estavam sobre os [...]. Então ele fitou abaixo e viu os doze apóstolos à sua direita e à sua esquerda na criação; e o Espírito estava indo na frente deles.

Mas eu vi no quarto céu de acordo com categoria - Eu vi anjos parecendo deuses, os anjos trazendo uma alma para fora da terra dos mortos. Eles a puseram frente ao portão do quarto céu. E os anjos estavam açoitando ela. A alma falou, dizendo, "Que pecado foi que eu cometi no mundo?" O cobrador de pedágio que habita no quarto céu respondeu, dizendo, "Não foi correto cometer todas aquelas ações sem lei que existem no mundo dos mortos". A alma respondeu, dizendo, "Traga testemunhas! Deixem que elas te mostrem em qual corpo eu cometi ações sem lei. Você gostaria de trazer um livro para consulta?"

E as três testemunhas vieram. A primeira falou, dizendo, "Eu não estava no corpo na segunda hora [...]? Eu me levantei contra você até que você caiu em raiva e fúria e inveja." E a segunda falou, dizendo, "Eu não estava no mundo? E eu entrei na quinta hora, e eu te vi e te desejei. E veja, portanto, agora eu te acuso dos assassinatos que você cometeu." A terceira falou, dizendo, "Eu não vim até você na décima segunda hora do dia, quando o sol estava quase se pondo 1? Eu te dei escuridão até que você tivesse realizado seus pecados." Quando a alma ouviu estas coisas, ela olhou para baixo com tristeza. E então ela olhou para cima. Ela foi lançada para baixo. A alma que havia sido lançada para baixo foi para um corpo que havia sido preparado para ela. E veja, suas testemunhas tinham terminado.

Então eu olhei para cima e vi o Espírito me dizendo, "Paulo, venha! Prossiga até mim!". Então quando eu fui, o portão se abriu, e eu subi até o quinto céu. E eu vi meus companheiros apóstolos indo comigo enquanto o Espírito nos acompanhava. E eu vi um grande anjo no quinto céu segurando um bastão de ferro em sua mão. Havia três outros anjos com ele, e eu olhei nos rostos monstruosos deles. Mas eles estavam se rivalizando, com chicotes em suas mãos, empurrando as almas para o julgamento. Mas eu fui com o Espírito e o portão abriu para mim.

Então nós subimos para o sexto céu. E eu vi meus companheiros apóstolos indo comigo, e o Espírito Sagrado estava me conduzindo adiante deles. E eu olhei para cima ao alto, e vi uma grande luz brilhando para baixo sobre o sexto céu. Eu falei, dizendo para o cobrador de pedágio que estava no sexto céu, "Abra para mim e para o Espírito sagrado que está diante de mim." Ele abriu para mim.

Então nós subimos para o sétimo céu, e eu vi um homem velho [...] luz e cuja vestimenta era branca. O trono dele, que está no sétimo céu, era sete vezes mais brilhante do que o sol. O homem velho falou, dizendo para mim, "Aonde você vai, Paulo? Ó abençoado e aquele que foi separado do útero de sua mãe." Mas eu olhei para o Espírito, e ele estava acenando com a cabeça, me dizendo, "Fale com ele!". E eu respondi, dizendo para o homem velho, "Eu estou indo para o lugar de onde eu vim." E o homem velho me respondeu, "De onde você veio?" Mas eu respondi, dizendo, "Eu desci ao mundo dos mortais para libertar da escravidão aqueles que foram aprisionados em escravidão na Babilônia." O homem velho respondeu me dizendo, "Como você será capaz de escapar de mim? Olhe e veja os poderes supremos e autoridades." O Espírito falou, dizendo, "Dê-lhe o sinal que você tem, e ele abrirá para você." E então eu lhe dei o sinal. Ele voltou sua face para baixo, para a criação dele e aqueles que são as autoridades pertencentes a ele.

E então o sétimo céu abriu e nós subimos para o Ogdoad. E eu vi os doze apóstolos. Eles me saudaram, e nós subimos ao nono céu. Eu saudei todos aqueles que estavam no nono céu, e nós subimos para o décimo céu. E eu saudei meus espíritos companheiros.



O Apocalipse de Paulo




1. Um dia na Terra tem 12 horas de luz e 12 horas de escuridão. A 12ª hora, pontanto, é o momento de transição entre um período e outro.


Revisado em 25/09/2015